0
Alguém poderia corrigir: TEMA - Os impactos do programa Mais Médicos na saúde brasileira

aberto 0 Respostas 131 Visualizações Redação
Desde o período colonial até o republicano, o crescimento de políticas públicas no Brasil ocorreu de forma lenta, fazendo com que somente a partir de 1960 houvessem atendimentos em grande medida à população. Atualmente, através da criação de SUS e do Programa Mais Médicos, pode-se dizer que a saúde pública brasileira evoluiu. Contudo, essas ações não geram grandes mudanças, quando as mesma não são vistas como priorização,
 Nesse contexto, o Programa Mais Médicos já ofereceu o total de 5,3 mil vagas de graduação medicinal,  distribuídas de maneira desigual entre as universidades públicas e as instituições privadas, Em que, enquanto as segundas receberam 3616 vagas, as primeiras receberam apenas 1690 vagas. E essa desuniformidade se torna um problemas, pois segundo o Ministério de Educação (MEC), as melhores faculdades de medicina são as federais e estaduais. Assim, ao oferecer mais vagas às faculdade particulares, que na sua maioria são taxadas com "fábricas de diplomas", o citado programa contribui para um atendimento desqualificado nas Unidades de Saúde. Problema esse que poderia ser resolvido através de um maior investimento educacional universitário.
 Além disso, não há somente profissionais desqualificados, como também uma estrutura precária nos postos de assistência populacional. Deste modo, enquanto há uma aplicação de aproximadamente 38,2 bilhões de reais nas famosas Olimpíadas de 2016, há uma falta de remédios e estrutura nas Unidades Básicas de Saúde. Ou seja, está ocorrendo no Brasil uma troca de prioridade, em que o governo está dando uma maior valorização a uma "competição", do que à sanidade populacional brasileira.
 Com base nos aspectos apresentados, conclui-se que as soluções propostas pelo governo, perdem o seu valor quando não se tornam a prioridade do mesmo. Em decorrência disso, é necessário que haja um maior investimento na construção de novas universidades públicas, como também uma melhor contribuição na infraestrutura dos Posto de Saúde. Dando assim o primeiro lugar ao que mais importa: o bem-estar físico brasileiro.

Entre ou cadastre-se para responder esta pergunta.

...