0
redaçao sobre saude publica no brasil corrijammm??????? um beijao em quem corrigir

aberto 2 Respostas 66 Visualizações Redação
De acordo com a constituição, saúde é um direito de todos e dever do estado.com intuito de efetivar esse mandamento, o SUS (sistema único de saúde) foi criado em 1988. Esse sistema é implantado em todo pais, hoje atingindo mais de 200 milhões de beneficiados, com atendimentos ambulatórios á transplante de órgãos.
Todavia, a saúde publica nunca esteve nesse patamar, no Brasil colonial, por exemplo, não havia qualquer tipo de prevenção ou combate de doenças, e quase sempre os atendimentos nunca partiam do governo até a década de 1910. Hoje o serviço oferecido pelo governo atinge toda população, como as unidades básicas, clinicas, e os hospitais para necessidades mais complexas. Porem, mesmo com toda infra-estrutura, brasileiros enfrentam a  precariedade e superlotação nos serviços de emergência.
Acredita-se que mais de 70% da população esta insatisfeita com atendimentos de emergência nos hospitais, pois, na falta de médicos em vários postos, é fácil encontrar filas enormes de crianças, adultos, e idosos sem água e comida esticados sobre colchonetes nos corredores – onde os pacientes correm o risco de contaminarem uns aos outros, o que pode agravar mais a situação dos enfermos.
 Além disso, a superlotação faz com que os pacientes recebem atendimentos e acabam por não resolver seus problemas, tendo que passar por todo processo novamente. Muitos desistem e pagam médicos particulares-que sempre prestam serviços com maior qualidade,  já outra grande parte, que não tem condição, esperam novamente pelo atendimento publico.
Portanto, é dever do ministério da saúde, investir mais verbas para construção hospitais para que haja maior divisão dos pacientes e não ocorra superlotação, e também atentar-se nos serviços oferecidos com base na satisfação social com a qualidade destes, contratando pessoas e equipamentos especializados para tratar nosso povo. Só assim ficaremos longe de toda enfermidade  que atinge e prejudica os cidadãos que mais necessitam.

Entre ou cadastre-se para responder esta pergunta.

2 Respostas

1
Boa a sua redação, em especial nos desenvolvimentos. Fiquei confusão onde termina a introdução do texto, se terminou em "emergência" achei bem extensa, caso contrário, se for só o 1º parágrafo, qual foi a sua tese?! E na conclusão poderia ter detalhado mais, para não deixar a responsabilidade só no governo, sabe?  Tipo: "precisa construir hospitais, agora se vira aí!" na próxima cita outros agentes, os famosos GOMIFES(Governo, ONG's, Mídia, Indivíduo, Família, Escola, Sociedade ).
respondida 28 Jul, 2016 por Yasmin Lemos (26 pontos)
1Comentários
comentou 28 Jul, 2016 por pedro (24 pontos)
então termina em orgãos.  usei a tese que hj a saude publica gira em torno do sus,e na conclsão ficou bem ruim mesmo,nao sabia de quem cobrar pois se é algo que o governo oferece,nao sabia oque colocar, voce tem facebook? podemos trocar redações?
1
Sua redação foi mediana. Erros crasso como: precariedade na paragrafação, ficar no senso comum, generalização e contradição, argumentos soltos e insuficientes, visão de mundo restrita e proposta de redação previsível.

Crítica *-* :
       Introdução
       Na introdução você deve em pelo menos 3 frases, dar um resumo sobre o que você vai falar nos parágrafos seguintes, ou seja, apresentação de seus argumentos e/ou tese, e com eles desenvolver todo o processo de desenvolvimento.
    1. "Esse sistema é implantado em todo pais, hoje atingindo mais de 200 milhões de beneficiados, com atendimentos ambulatórios á transplante de órgãos."
    Esse = troque por "o mesmo";
    País* ;
    Hoje =  neste milênio, na pós-modernidade;
    Falta paragrafação: Ou seja, você começa falando como ele surgiu,  depois fala a dimensão do projeto governamental e termina falando o tipo de atendimento que ele tem estrutura para realizar(" atendimentos ambulatórios á transplante de órgãos"). No caso esse parágrafo não tem cara de Introdução e sim de desenvolvimento.Em um parágrafo trate só de um assunto.

   2. Parágrafo 2.
 "Todavia, a saúde publica nunca esteve nesse patamar, no Brasil colonial,"
    Contradição: nunca esteve? E como ela tá agora?
    Corrigida:"Todavia, a saúde publica nem sempre se encontrava nesse patamar de desenvolvimento, no Brasil colônia ,"
   Colônia ou colónia, nunca colonia;
    Pública*
    Porém*
    Infraestrutura*

    Falta de paragrafação de novo: você começa falando do Brasil colônia, depois fala da infraestrutura que é muito boa, e termina dizendo que não é tão boa assim.

Dica = se for começar um parágrafo, fale nele só de um assunto, ou fale de como ele tá hoje sem contradição que também ocorreu. Ou fale de como ele era. Simples.

    Generalização: "Nunca esteve", "os atendimentos nunca partiam do governo" ou "Hoje o serviço oferecido pelo governo atinge toda população" será toda população mesmo;
   Dica: NUNCA use palavras como, nunca, sempre, toda.
    2.1 A muitos tempos num mesmo parágrafo, você fala do Brasil colônia, depois fala dos tempos atuais separado por ponto, isso tira a fluidez do texto. Dica: use ferramentas linguísticas: conectivos.
    Corrigida:
    " [...]prevenção ou combate de doenças,ademais quase sempre os atendimentos não eram disponibilizados pelo o governo até a década de 1910?[precisa dizer o que aconteceu nessa data para ser citada, se não fica um ideia vaga], entretanto os serviço oferecido atualmente pelo [...]"

  3 Parágrafo 3.
   "– onde os pacientes correm o risco de contaminarem uns aos outros, " se abre traço fecha-se traço.
  Acredita-se : evite usar termo vago, quem acredita? ou "segunda as pesquisas" sim que pesquisas?
  "e quase sempre os atendimentos nunca partiam do governo" - de novo generalização.
  4.Parágrafo 4.
  Cuidado com a escrita não basta ter só conteúdo e não saber concordar sujeito com verbo.
  "[...]a superlotação faz com que os pacientes recebem atendimentos e acabam por[...]"
  "Pacientes recebam atendimentos" é plural.
  
 Conclusão:
  Senso comum: Claro que é dever do Ministério da Saúde cuidar da saúde, todos iram falar disso, ou seja, clichê, senso comum. O maior desafio é ter ideias boas que não viram ser consideradas "maria vai com as outras", não precisa de algo mirabolante,idéias simples porém que nem todos ou a maioria tenham a mesma concepção de mundo. Outro ponto, além do óbvio do Ministério, nunca coloque peso em cima de somente uma esfera da sociedade, não é somente o governo que faz parte dela. A incentivos de empresa privadas, a ONGs, a escola, a também a família, entre tantas outras.

P.S: Espero que você não tenha se chateado. Abraço e conte comigo, ah! E comenta aqui sua opinião também sobre minha análise
respondida 28 Jul, 2016 por Alan Jorge (28 pontos)
3Comentários
comentou 29 Jul, 2016 por pedro (24 pontos)
valew vey,se quiser me ajudar mais vezes,vou mandar redação sempre! obrigado
comentou 29 Jul, 2016 por pedro (24 pontos)
cara, me passa outros temas sobre redação pra esse ano?
comentou 29 Jul, 2016 por Alan Jorge (28 pontos)
Mobilidade Social , Epidemia no Brasil e/ou Consumismo e Sustentabilidade.
...